Imagem capa - ANGÚSTIA MATERNA por Patrícia Oguma

ANGÚSTIA MATERNA

Momento lindo a maternidade, momento único "Ser Mãe". Um amor incondicional, uma preocupação constante, um cuidado frequente e uma vida toda modificada.

São muitas informações, aprendizagens, culpas, cobranças, invasões e também solidão. O puerpério que é o momento em que a mãe vive do pós parto até a construção do “eu” da criança, é vivenciado por cada mãe de maneiras diferentes, porém neste período acontece um estado de fusão emocional, ou seja, a mãe oscila os sentimentos e emoções constantemente, além de lidar com o novo e o desconhecido , têm que se deparar com os padrões inaceitáveis de perfeição, fechadas em seu mundo, atendendo as inúmeras recomendações e proteções para o bebê, com o parceiro trabalhando na maioria do tempo e muitas vezes sem preparo para lidar com suas emoções.

E assim chega o dia de voltar ao trabalho, e mais uma vez com oscilações de sentimentos, ao mesmo tempo que quer “voltar ao mundo” e dar continuidade em sua vida, sente-se insegura e culpada por deixar o seu bem maior e ter que entrega-lo à escola ou aos cuidados de outra pessoa.

E voltando ao trabalho, mais uma vez se depara com diversos sentimentos, preocupações e questionamentos, pois não sabe se

aceitarão o fato dela priorizar o filho, se vão reparar no seu cansaço, olheiras e muitos sonos que irá sentir, se vão acreditar no seu potencial, se vai continuar desenvolvendo com qualidade, se darão chances de crescimento, enfim, além de passar por mudanças físicas e emocionais, a mulher sente-se muito insegura.

Realmente não é fácil ser produtiva, ser sociável, ser uma mãe presente, acompanhar o desenvolvimento do filho, dar atenção ao esposo, não deixar a sensualidade de lado, se cuidar e conseguir conciliar tudo.

Mas existe grandes benefícios da maternidade para a carreira, pois sendo mãe, aprendemos trabalhar em equipe, ter mais paciência, interagir com os demais, ter empatia, ter um olhar abrangente, além de ter mais foco, pois nos tornamos mais objetivas, priorizando o precioso tempo.

Ser mãe é muito especial, mas para viver com mais qualidade é preciso aceitar ajudas, passear com o filho, permitir a bagunça, buscar fazer o que realmente gosta, pois não é só dormir que precisamos, às vezes um banho relaxante, uma boa risada, uma massagem ou até mesmo ler um livro, pode ser mais prazeroso. E ter momentos de qualidade com o seu filho, e não de quantidade. A criança irá se divertir com a mãe que está brincando com vigor e não cansada ou abatida, e tenha certeza que você é a melhor mãe do mundo.


INGRID SERIBELI




Psicóloga/coach, especializada em promoção em saúde com foco em mudanças de hábitos e estilo de vida. Atua em programas de saúde com ênfase em gerenciamento do estresse, saúde emocional e relacionamento interpessoal. Co autora do livro Cartas para o Sucesso e escritora em Desenvolvimento Humano. www.psicocorpore.com

Instagram: @Ingridseribeli